Sunday, May 11, 2014

Iniciativa da Invicta Indie Arts com o X Festival internacional de BDde Beja de 2014

Cartaz da autoria de Sérgio Rocha
Em Julho de 2011 lembro-me de ter sido mencionada uma exposição de Guido Crepax no festival viñetas del atlantico de Vigo; assim como em Outubro no Brasil na Rio Comic Con e dos mesmas terem sido uma mais valia para estes festivais.

Pensei em tentar fazer algo em Portugal dedicado a um dos mestres de sempre desta arte e dado a imperativos pessoais assim como a organização de um festival como o MAB feito em 2012 no Porto (cheguei a pensar em tentar levar uma exposição a este festival, mas depois de ver as condições que me ofereceram para as exposições, retirei essa ideia da cabeça), demorei dois anos a tentar com que se fizesse uma exposição em Portugal deste autor. Para isso contactei a família Crepax, que se disponibilizou para que a mesma sucedesse e logo a seguir contactei o meu amigo Paulo Monteiro para ver se existia a possibilidade de a mesma suceder em Beja neste ano.

Sendo ambas as respostas positivas, pensei em tentar mostrar em colaboração com o festival internacional de BD de Beja, uma exposição digna de um artista deste gabarito.

Logo, o que poderemos assistir em Beja será uma exposição composta por:

10 originais da sua criação Valentina
2 da sua criação Anita
1 original da sua criação Bianca
1 Dracula (adaptação literária da obra de Bram Stoker)
1 original da sua criação Belinda

Pensei também em mostrar ao público as suas adaptações literárias:

Casanova - Andrew Miller
Dr. Jekyll & Mr. Hyde - Robert Louis Stevenson
Cartaz oficial do X Festival
Internacional de BD de Beja

por Susa Monteiro
Dracula- Bram Stoker
Emmanuelle - Emmanuelle Arsan
Frankenstein - Mary Shelley
Justine - Marquis De Sade
Murders in Rue Morgue  - Edgar Allan Poe
Story of O - Pauline Reage
Story of the Eye- Georges Bataille
The Immortal Story - Karen Blixen
The Process - Kafka
The Turn of the Screw - Henry James
Venus in Furs - Sacher Masoch

Irá estar nesta exposição ainda uma foto do autor com a sua filha e com o autor e criador de Corto Maltese: Hugo Pratt.

Valentina e Corto Maltese por Crepax em Valentina nel metrò (1975)

Tentei contactar alguns conhecedores de banda desenhada do nosso país para uma possível conversa/debate acerca de Crepax e da sua obra e dada a indisponibilidade dos mesmos, contactei o maior investigador, jornalista, conhecedor e divulgador de banda desenhada do mundo: Paul Gravett para uma possível vinda ao festival (sempre com a colaboração do meu amigo Paulo Monteiro e de Beja), o qual acedeu a participar no mesmo com a máxima prontidão e que ficou contente por puder ajudar num debate sobre a obra de Guido Crepax  com a presença dos seus filhos: Caterina e António Crepax e o artista brasileiro Sama e do ressurgimento da editora Caliber Comics, que foi a editora responsável por ter lançado alguns dos maiores talentos desta arte no ínicio das suas carreiras, tais como: Brian Michael Bendis, David Mack, Phil Hester, Guy Davis, Vince Locke,J’O. Barr, John Bergin, Greg Ruth, Michael Lark entre muitos outros.  

Paul Gravett mostrou-se sempre amável e disponível para o que fosse necessário e irá trazer a Beja o seu último livro “Comics Unmasked”, o qual foi feito a partir de um movimento sobre a influência da banda desenhada em Inglaterra através da história. Para quem não conhece o percurso de Paul Gravett posso acrescentar que foi o responsável pela revista Escape que surgiu em 1983 e que teve 19 números e que ajudou a lançar obras de alguns artistas até então desconhecidos em Inglaterra como: Eddie Campbell, Neil Gaiman e Dave Mckean, Hunt Emerson, Paul Grist, Rian Hughes, Shaky Kane, Woodrow Phoenix, Warren Pleece, Savage Pencil, Carol Swain, tendo saído o seu ultimo número em 1989.


Desde então continuou a dedicar a sua vida á divulgação da banda desenhada por todo o mundo em eventos, jornais, festivais e começou a lançar vários livros dedicados aos vários géneros e temáticas nesta arte: Em 2004 edita "MANGA-Sixty Years Of Japanese Comics"

Este livro fala do constraste entre a banda desenhada japonesa denominada de manga em contraste com os comics e graphic novels americanos, a vida e a carreira de Osamu Tezuka, criador de Astro Boy e o percursor deste género, acompanha ainda as bandas desenhadas feitas para rapazes desde os 60s até á actualidade, os géneros e as temáticas abordadas no Manga para as mulheres, o tom realista dos gekiga, como são os casos de Lone Wolf and Cub entre outros, o horror psicológico e as visões apocalípticas também patentes neste género assim como a censura e o protesto e o papel do Manga como um produto de exportação e a sua influência no mundo.

Em 2005 edita Graphic Novels: Everything You Need to Know:


Este livro fala-nos da linguagem especifica da BD, da indústria da mesma, a sua história e os seus pioneiros até ás mais recentes obras-primas desde Art Spiegelman's "Maus" até Chris Ware's "Jimmy Corrigan"; o impacto do Manga Japonês e os álbuns europeus traduzidos para inglês e de como lidaram os artistas da BD com o preconceito existente da sociedade para com esta arte ao abordar inúmeras temáticas como o papel da BD na  infância, Guerra, politica, o futuro, a sexualidade e o sobrenatural.

Em 2006 edita "Great British Comics" que aborda a temática da invasão de artistas britânicos para os comics americanos, assim como era vista esta arte desde os anos 20 até aos 90’s com incidência nas obras : Dennis the menace, Dan Dare, Judge Dredd assim como a mítica revista britânica 2000AD.

Em 2007 edita "CULT FICTION: Art & Comics" onde explora a temática da autobiografia entre outras obras de culto com os autores: Julie Doucet, Posy Simmonds¸ Debbie Drechsler, Robert Crumb, Daniel Clowes, Alan Moore entre outros.

Em 2008 edita "The Mammoth Book of Best Crime Comics" com os seguintes autores: Alan Moore Dashiell Hammett, Mickey Spillane, Will Eisner, Jack Cole, Jack Kirby, Jacques Tardi, Muñoz & Sampayo, Neil Gaiman entre outros e que aborda a temática da banda desenhada policial e do género “noir” americano.

Em 2009 lança "Ctrl.Alt.Shift Unmasks Corruption" que visa a temática da política actual na banda desenhada com contribuições de autores como: Woodrow Phoenix (UK)
AleksandarZograf (Serbia) WarrenPleece (UK)Bryan Talbot (UK), Dave Mckean (UK) Dylan Horrocks (Nova Zelândia) entre outros.

Em 2011 lança pela Taschen: "1001 Comics You Must Read Before You Die" (livro que foi traduzido em várias línguas) que em colaboração com outros investigadores da bd no mundo fala das melhores obras primas desta arte jamais feitas no mundo.






Em 2013 edita "Comics Art:The 21st Century Medium" no qual aborda a banda desenhada como uma verdadeira arte, demonstrando a sua influência noutras artes, desde o cinema, design, literatura numa abordagem extremamente rica em conteúdos para nos apercebermos da importância da mesma na nossa sociedade e que deu origem a uma exposição na prestigiada Tate Gallery em Londres .

E em 2014 edita “Comics Unmasked” no qual através deste movimento que está a acontecer em Inglaterra, nos mostra o espólio da biblioteca britânica no que á banda desenhada diz respeito e toda a sua história neste país com trabalhos emprestados por autores como: Neil Gaiman, Grant Morrison, Dave Gibbons, e Mark Millar. Abordando ainda  história da banda desenhada em Inglaterra que começou em 1825 com “Glasgow Looking Glass” de William Heath e que se pensa ser a primeira banda desenhada a ser feita até os dias de hoje, passando pelos  míticos personagens Judge Dredd , Dan Dare entre outros e que Paul Gravett irá levar para o X festival internacional de Beja de 2014 para autógrafos.



Para tornar a exposição ainda mais relevante, em colaboração com a filha de Guido Crepax: Caterina Crepax, pensamos em fazer um tributo/homenagem ao seu pai com autores nacionais e estrangeiros.
Aqui segue a listagem de todos os autores de BD contactados e que participaram neste tributo e as suas obras:

TIAGO ARAÚJO
No século XVI e quando se começava a falar de Licantropia , encontrei este autor perdido no meio dos lobos, voltei a encontrá-lo na mui nobre e invicta passados uns dias  e desde essa altura, continuamos a tentar falar sobre BD – Obras do autor Metamorfis (2011), Prosjektet Ragnarok (2012), Morkness (2014) e o seu novo livro que irá apresentar na edição do festival de Beja deste ano.

Homenagem a Valentina por Tiago Araújo
  Homenagem a Valentina por Tiago Araújo



Projektet Ragnarok
Metamorfosis
Flower Flesh Chronicles
















OSVALDO MEDINA
Autor que encontrei numa viagem á antiga Grécia que me falava no século X antes de Cristo das possibilidades de uma arte como a BD e que voltei a encontrar em pleno século XXI na mui nobre e invicta – Obras do Autor - "A Formula da Felicidade volume 1" com Nuno Duarte (2009), - "A Formula da Felicidade volume 2" com Nuno Duarte (2010), "Mucha" com David Soares (2009), "Hawk" com André Oliveira (2014)

Homenagem a Valentina por Osvaldo Medina
Homenagem a Valentina por Osvaldo Medina
Volume 01
Mucha
Hawk
















DERRADÉ
Em 1492 encontrei este autor no barco niña de Cristovão Colombo e ele também me falou que iria descobrir um novo continente e falar das variantes de uma arte como a BD – Obras do autor:  “Fúria” (1999); “Fava !…! (2000); “Pai Natal – um estudo morfológico” (2001), A 25,Sempre a Abril! (2002), "Há piores" (2011), "Há piores 2" (2012), "Bestof : Tirado das Prateleiras" (2013), "Segunda oportunidade" (2014) e "Há piores 3" (2014) também a ser apresentado na edição do festival deste ano.

Homenagem de Derradé a Valentina































SAMA
Em 1192 encontrei este autor numa viagem que fiz ao Japão e começamos imediatamente a falar acerca de BD; a sua profissão na altura era “cortador de cabeças” oficial do Shogun, daí o seu nome artista: Sama, e desde esses bons velhos tempos, ainda nos encontramos na mui nobre e invicta a falar sobre as possibilidades de uma arte como a BD -  Obras do Autor "A balada de Johnny Furacão" (2010), "Cadernos de Sama" (2013), Criador da animação Motel Sama que vai na primeira temporada e está a ser exibida pelo Canal Brasil (2014) e de "A song for Johnny Hurricane" (tradução da sua obra emblemática) também a ser apresentado na edição do festival deste ano.
Homenagem de Sama a Valentina
Homenagem de Sama a Valentina
Primeira edição de "A balada de Johnny
Furacão" por Sama
Os cadernos de Sama - Volume I
Poster da série bem animada Motel Sama


A Valentina de Toppi

SERGIO TOPPI
Mestre da banda desenhada italiana que trabalhou para as seguintes revistas:  Linus, Srgt Kirk, Corto Maltese, AlterLinus, L'eternauta, l’uomo del Nilo e o seu livro: "Sharaz-de - Tales from the arabian nights" publicado pela editora francesa Mosquito em 2000 e em 2013 pela americana Archaia.
Sharaz-De publicado
pela editora americana Archaia






Homenagem a Valentina por Drumond

RICARDO DRUMOND
Em 1721 conheci este autor no império russo, já na altura ele falava-me do que tinha acontecido aos CZARS e de todo o seu espólio artístico e volta e meia cruzo-me com ele na mui nobre e invicta e peço-lhe um desenho em troca de palavras.  –profissão:  Ilustrador, designer gráfico e contador de estórias

Game of Thrones - Stark Family



Homenagem a Valentina por Diogo Carvalho

DIOGO CARVALHO
No longínquo ano de 286 encontrei este autor numa batalha e quase mortalmente ferido pelo exército romano e em delírio começou-me a falar de estórias aos quadradinhos e desde essa altura que eu acredito em quase tudo o que ele me conta. - "Obscurum Nocturnus" (2014) - também a ser apresentado na edição do festival deste ano.

Diogo CarvalhoObscurum Nocturnus



















Corrado Mastantuono

Homenagem de CORRADO MASTANTUONO á criação de Guido Crepax: Valentina - um dos vários colaboradores da editora Bonelli, conhecido pelo seu trabalho para as revistas: L'Eternauta, Nick Raider e Mágico Vento.





































Pasquale Frisenda

Homenagem de PASQUALE FRISENDA á criação de Guido CrepaxValentina, mais um dos artistas da editora Bonelli, conhecido pelo seu trabalho para as revistas –– Ken Parker Magazine, Tex e Dylan DogSergio Bonelli.






Sérgio Rocha

SÉRGIO ROCHA
Quando Eva falou com a serpente na altura em que os animais falavam e condenou toda a humanidade para sempre, a primeira pessoa com quem falei foi com este compositor audio/visual;que criou um poster e flyers exclusivos para esta personagem assim como irá ser o responsável pela instalação sonora da exposição dedicada a Crepax e que irá lançar no festival uma edição limitada em CD da mesma.
Flyer (frente) por Sérgio Rocha
Flyer (verso) por Sérgio Rocha



Contactei para prestar tributo á personagem de Guido Crepax esta empresa: LAMA de Lara Mendes e Marco Fernandes - Against Mass Production cujo conceito é um escritório gráfico que tem como objectivo criar produtos exclusivos e personalizados. Contrariando a produção em massa, os projectos são desenvolvidos com diversas técnicas manuais como pirografia, pintura e ilustração, aplicadas em diferentes medias como wood cuts, t-shirts, skateboards recicladas e tabuletas/sinais.

Cada peça é única e não será reproduzida. Somos a favor da personalização, se tem uma ideia que deseja ver concretizada entre em contacto com LAMA, que irá contribuir para o tributo com uma placa de madeira pintada á mão com a criação de Guido Crepax.
Para info, orçamentos e encomendas envie mail para:
lamaescriptoriographico@gmail.com

Homenagem á criação de Valentina de Guido Crepax por Lama através duma T-shirt pintada á mão

Penso que quase todos os autores irão levar prints das homenagens que fizeram á criação Valentina de Guido Crepax.

Bilhete de identidadede Valentina criado por Guido Crepax  

Irão existir também para venda prints dos originais de Guido Crepax assim como livros em italiano da editora Magazzini Salani das estórias de Valentina que contam com o contributo e depoimentos de António, Caterina, Giacomo Crepax e da sua esposa Luisa Crepax que foi a sua principal inspiração para esta personagem assim como a actriz Louise Brooks.  














O Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja este ano para além desta iniciativa terá excelentes autores dos quais destaco a presença de David Lloyd criador da graphic novel "V for Vendetta" em parceria com Alan Moore, de Tony Sandoval, André Diniz e claro, o clássico Laerte.

Cumprimentos bedéfilos
Manuel  

No comments:

Post a Comment