Sunday, August 13, 2017

Post em português sobre a exposição Identidade - Final de Narrativa -Agosto de 2017


Poster da exposição 

Texto da exposição 
Exposição sobre identidade e quem somos enquanto seres humanos comigo como personagem no final desta narrativa iniciada em fevereiro de 2017.
 E que irá ter data e lugar em Julho de 2017 com a ajuda dos seguintes artistas, devidamente organizados por países e que teve como mote a minha não compreensão sobre o fenómeno das redes sociais e de como comunica o ser humano nas mesmas, seja o facebook, hi5, twoo, tumblr, Instagram ou whatsapp.

Argentina 
Carlos Dearmas, Mister ED, Pablo Burman, Martin Arrizabalga, Teke Teke, Germán Genga, Mukor Bazan, Roda Rodrigo, Fernando Sawa.
Austria 
Nicolas Mahler
Brazil 
Eder
Bélgica 
Dominique Goblet e Christophe Swijsen 
Croácia 
Danijel Zezelj 
Espanha 
Daniel Esteve, Pedro Espinosa, Pedro Rodriguez, Jon Ander Azaola, Joaquin Aldeguer, Toni Benages Gallard, José Luis Ágreda, Javier Olivares, Eduardo Alvarado Sanchez Cortez, Javier Gay Llorente, Ruben Pellejero.
Estados Unidos da América 
Bill Koeb
França 
Isabel Pessoa
Finlândia
Terhi Ekebon 
Israel
Cadial 
Italia 
Stefano Zattera
Jordânia 
Mike V. Derderian
Mexico 
Gaston Ortiz  
Polónia 
Magdalena Minko, Nikodem Cabala e Bartosz Jekiel
Portugal
Paulo Pinto, Ana Biscaia e João Sequeira
Suécia 
Nicolas Krizan 
Serbia 

Agnes Lisac e Danilo Milosev Wostok


Escrever sobre algo tão complexo como o fim de uma narrativa baseada em identidade para servir de mote a uma exposição onde sou personagem da mesma com a ajuda de vários artistas internacionais que desenharam uma espécie de personagem remete-me para as memórias da minha infância onde a amizade não era uma palavra ou comunicação, mas sim sentimento.
 Pensar em vários pormenores para esta exposição e esta narrativa é saber quem sou, quer como personagem na mesma, quer como ser humano com todos os meus defeitos e virtudes num misto entre o que é inteligível enquanto me recordo dos filmes do actor norte-americano Buster Keaton (e como ele adorava ver os outros a sorrir e fazia todas as suas cenas sem recurso a duplos) ou entro no mundo cinematográfico do realizador também norte-americano David Lynch, daí ter pedido ao excelente artista espanhol Daniel Esteve para me colocar estas palavras no seu desenho baseado em mim, pensando também nos termos americanos Busted ou Lynched.

Desenho de um gato pelo artista argentino Mr ED e pelo espanhol Daniel Esteve  


 Por vezes não penso, outras penso qualquer coisa e outras ainda sonho.
 Sei que esta exposição está localizada num dos melhores e mais frequentados cafés da cidade do Porto de seu nome boémia caffe, que é visitado todos os dias por centenas de pessoas.
 Por vezes, estou a tomar o meu café e a preparar esta exposição/narrativa e bastantes clientes do mesmo, questionam-me quem sou eu ao que eu respondo: "Sou um simples habitante da mui nobre, sempre leal e invicta cidade do Porto onde o passado, o presente ou o futuro sempre colidiu na mesma" 


Desenho de mim como personagem pelo artista espanhol José Luis Ágreda (1) 

Desenho de mim como personagem pelo artista espanhol José Luis Ágreda (2)


Desenho de mim como personagem pelo artista espanhol Ruben Pellejero


A tentar fazer magia com um isqueiro algures em 2008

Com a minha primeira gatinha Jacky em 1995 quando era mais jovem 

Um dos momentos mais importantes da minha vida em 1995 


A converter uma chama num puzzle mágico  - 2008

Feeling blue na Cordoaria junto ás estátuas do escultor espanhol Muñoz - 2007

Um simples sopro numa flauta - 2008 

Perdido num espelho sem vida - 2007

Desenho exclusivo pedido por mim para a edição portuguesa de Luna Park distribuído em todo o território nacional pelo artista croata Danijel Zezelj junto à estátua do escritor portuense Almeida Garrett e à câmara do Porto 

Desenhos baseados em mim como personagem pelo artista brasileiro Éder, pelo Espanhol Pedro Rodriguez e pelo português João Sequeira junto à estátua do escritor portuense Almeida Garrett e à câmara do Porto 

Desenho do artista espanhol Miguel Almagro, desenho baseado em mim pelo artista espanhol Toni Benages Gallard e um desenho exclusivo pedido por mim para a edição nacional de V de Vingança por David Lloyd com distribuição em todo o país que deu origem ao movimento "anonymous", a um banda sonora composta por David J. (membro da mítica banda inglesa Bauhaus) e a um filme com o mesmo título com os actores Huvo Weaving, Natalie Portman, John Hurt, Stephen Fry, realizado por James McTeigue com argumento dos irmãos Wachovski (criadores da trilogia Matrix) e  junto à estátua do escritor portuense Almeida Garrett e à câmara do Porto 

O treinador de futebol português José Mourinho visto pelos olhos dos artistas espanhóis Santiago Sequeiros, Daniel Esteve, o italiano Stefano Zattera ou o argentino Mr Ed junto á estátua da "menina nua" em plena Avenida dos Aliados no Porto.  

Um tributo ao personagem Corto Maltese de Hugo Pratt pelo italiano Andrea Serio, as redes sociais vistas pelo artista argentino Mr Ed, um desenho da minha pessoa como personagem pela artista polaca Magdalena Minko, um desenho oferecido a mim do personagem Corto Maltese de Hugo Pratt pelo artista espanhol Ruben Pellejero que continua a saga deste marinheiro em narrativa visual junto com o escritor espanhol Juan Diaz Canales, um desenho para a personagem Valentina pelo artista argentino Mr Ed, um desenho da minha pessoa como personagem pelo artista português João Sequeira, um desenho pedido por mim ao artista inglês David Lloyd em exclusivo para a edição portuguesa da obra prima "v de vingança" com argumento do escritor inglês Alan Moore, um desenho da minha pessoa como personagem pelo artista brasileiro Éder num mero banco de jardim na Rotunda da Boavista no Porto.  

Uma fotografia tirada á modelo brasileira Barbara Nogueira que encarnou a personagem Valentina pelo fotografo brasiliero Alex Korolkovas junto à capela das almas em plena Rua de Santa Catarina no Porto. 



 As mesmas pessoas perguntam-me o que faço ou quem são estes magníficos artistas que me desenharam enquanto personagem ao que eu vou respondendo também : "São dos melhores artistas do mundo, são observadores astutos e considero-os meus amigos sem fronteiras num qualquer conceito".


Um simples conceito



Desenho baseado em mim como personagem pelo artista Belga Christophe Swijsen 

Desenho baseado em mim como personagem pelo artista espanhol Toni Benages Gallard

Desenho baseado em mim e na minha gatinha Ilvie como personagens pelo artista espanhol Jon Ander Azaola 

Desenho baseado em mim como personagem pela artista Finlandesa Terhi Ekebom 



Desenho baseado em mim como personagem pelo artista Argentino Roda Rodrigo

Desenho baseado em mim como personagem pelo artista espanhol Pedro Rodriguez

Desenho do personagem John Constantine oferecido a mim pelo artista britânico David Lloyd  

Desenho baseado em mim como personagem pela artista belga Dominique Goblet   

Desenho baseado em mim como personagem pelo artista mexicano Gaston Ortiz

Desenhos baseados em mim como personagem pelos artistas Argentinos Mukor Bazan, Martin Arrizalbaga, Mr Ed, pela artista francesa Isabel Pessoa com posters do filme 8 e meio de Federico Fellini    

Desenho baseado em mim como personagem pelo artista argentino Teke Teke 

Desenhos baseados em mim como personagem pelos artistas argentinos Carlos Dearmas, Roda Rodrigo e Fernando Sawa, pela artista francesa Isabel Pessoa, pelo artista croata Danijel Zezelj e pelo Servio Danilo Milosev Wostok  

Perdido numa questão de identidade 

Desenho baseado em mim como personagem pelo artista norte americano Bill Koeb



Desenho baseado em mim como personagem pelo artista sueco Nicolas Krizan, Cr7, Mourinho e a minha gatinha Ilvie visto pelos olhos do artista argentino Mr ED, Mourinho visto pelos olhos do artista italiano Stefano Zattera, Poster do filme 8 e meio de Federico Fellini





 Outras vezes e sempre como personagem perguntam-me porque é que tenho tantas t-shirts com desenhos e eu respondo que gosto de t-shirts personalizadas com desenhos que criem movimento por alguns dos melhores artistas do mundo tais como: Santiago Sequeiros, Ruben Pellejero, Javier Olivares, Pedro Espinosa, Fidel Martiñez Nadal, Daniel Esteve de Espanha, Danijel Zezelj da Croatia, Bill Koeb dos Estados Unidos, Lars Henkel da Alemanha, David Lloyd da Inglaterra, Mr Ed da Argentina, Alex Korolkovas do Brasil assim como também adoro canecas com desenhos também personalizados tais como as que tenho dos artistas : Jon Ander Azaola, Joaquin Aldeguer de Espanha, Bartosz Jekiel, Nikodem Cabala da Polónia, Stefano Zattera de Itália, Ana Biscaia de Portugal, Nicolas Krizan da Suécia, German Genga, Mukor Bazan, Carlos Dearmas, Fernando Sawa e Mr Ed da Argentina.
 Sempre pensei que a ilustração e a banda desenhada apesar de serem artes estáticas poderiam ter um pouco de movimento e foi o que tentei causar com canecas, t-shirt personalizadas e alguns prints na mui nobre e invicta cidade do Porto, sempre sem um interesse comercial no trabalho dos artistas que muito prezo e que usei única e exclusivamente com a permissão de todos eles nos meus projectos pessoais .   
     


Com uma t-shirt de Mourinho visto pelos olhos de Santiago Sequeiros no Porto. 




Com uma t-shirt com um desenho fabuloso de uma mulher pelo artista francês Walter Minus


Com uma t-shirt de Mourinho visto pelos olhos de MR ED no Porto.

Com uma T-shirt com um desenho baseado na minha gatinha Ilvie pelo artista argentino MR ED 

 Sei que sou somente um mero "Zé Ninguém" neste mundo como descrito no livro "Escuta Zé Ninguém" do escritor alemão Wilhelm Reich e que sou um mero editor consultivo da prestigiada editora norte-americana Fantagraphics desde 2014 assim como um simples escritor/organizador de ideias/colecções/conceitos ou curador de exposições com trabalhos de mais de 100 artistas internacionais um pouco por todo o mundo que podem ser vistos noutro posts deste mesmo blogue, baseados em simples personagens de banda desenhada e seus criadores nas obras nas quais trabalhei e trabalho num conceito criado em 2012 quando no mesmo ano com uma pequena equipa organizei um festival de ilustração, animação e banda desenhada de seu nome MAB no Porto (que pode ser visto também noutros posts neste mesmo blogue), logo por vezes tenho demasiado trabalho e tenho que ser personagem de mim mesmo, mas com frontalidade, honestidade e acreditando-me em palavras como "amizade sem fronteiras" sabendo eu que o ser humano é um poço de virtudes e defeitos consoante as conveniências.
 Penso que trabalhar com artistas internacionais é trabalhar com almas nobres e honestas que lutam em prole de causas, logo abaixo seguem as listas dos artistas internacionais que colaboraram comigo em projectos pessoais através de comunicação directa em vários idiomas e por várias formas de comunicação (não contando com os excelentes artistas que fizeram tributos para exposições a Valentina de Crepax ou ao mestre de banda desenhada Alberto Breccia e que podem ser vistos neste mesmo blogue )  


Cartão profissional como editor consultivo da Fantagraphics 



Primeira apresentação do primeiro livro da colecção de livros sobre Crepax da editora Fantagraphics na qual fui editor da mesma com prefácio e ensaios da minha autoria distríbuido a nível internacional assim como a primeira edição limitada de 125 exemplares de 16 tributos a Valentina feitos por artistas internacionais que ajudei a organizar em Abril de 2016

Lista dos artistas internacionais que prestaram tributo neste livro de tributos e que foram alvo de exposições também curadas por mim a nível internacional.  

Argentina - ED ED
Brazil - Alex Korolkovas 
Croatia - Danijel Zezelj
New Zealand - Dylan Horrocks
Portugal - Ricardo Drumond
Spain -  Sandra Hernández and Santiago Sequeiros
USA - Bill Sienkiewicz, George Pratt, Gilbert Hernandez, Mark Wheatley, Noah Van Sciver, Peter Kuper Richard Sala

Primeira apresentação do segundo da colecção de livros sobre Crepax da editora Fantagraphics que ajudei a organizar como editor em Setembro de 2016 com distribuição internacional e com prefácio da minha autoria.  

A minha introdução para o mesmo

Segundo livro de tributos limitado de artistas internacionais dedicado á personagem Valentina que ajudei a organizar

Lista dos artistas internacionais que prestaram tributo neste segundo livro de tributos e que foram alvo de exposições também curadas por mim a nível internacional. 

Argentina 
Santiago Caruso 
France 
Walter Minus 
Italy 
Sérgio Ponchionne 
Mexico 
Tony Sandoval 
Spain 
Javier Olivares 
UK 
Brian Bolland 
David Lloyd 
Rian Hughes 
U.S.A 
Benjamin Marra
Roberta Gregory 
Peter Kuper 
Bob Burden 
Paul Pope 


Primeiro livro de tributos limitado de artistas internacionais dedicado á personagem Valentina que ajudei a organizar

Lista dos artistas internacionais que prestaram tributo neste primeiro livro de tributos e que foram alvo de exposições também curadas por mim a nível internacional. 


Argentina 
Mister ED
Brazil 
Alex Korolkovas 
Spain 
Sandra Hernandez 
Santiago Sequeiros 
New Zealand 
Dylan Horrocks 
Portugal 
Ricardo Drumond 
U.S.A 
Bill Sienkiewicz 
George Pratt 
Gilbert Hernandez 
Richard Sala 
Noah Van Sciver 
Mark Wheatley 


Edição portuguesa de Luna Park do artista croata Danijel Zezelj com prefácio meu e distribuição em todo o território nacional - Setembro de 2016

Texto sobre a exposição dedicada a Crepax organizada por invicta indie arts  em 2014 com o apoio do X festival internacional de BD de Beja

Poster para a exposição dedicada a Crepax e Valentina em Beja - Junho 2014

Poster para a exposição com design do artista português Sérgio Rocha dedicada a Valentina com trabalhos de artistas internacionais em Valência - Espanha - Dezembro de 2015

Poster para a exposição com design do artista português Sérgio Rocha dedicada a Valentina com trabalhos de artistas internacionais em Helsinquia curada por mim - Finlândia - Agosto de 2016

Lista de artistas internacionais nesta exposição curada por mim 

Finlandia 
Tommi Musturi, Marko Turunen, Sami Makkonen

Suécia 
Nicolas Krizan, Emil Gunnar Maxen, Peter Bergting, Kolbein Karlsson

Japão 
John Kurokawa

Nova Zelandia 
Dylan Horrocks

Coreia do Sul 
Sid Jung 

Austria 
Nicolas Mahler 

Italia 
Caterina Crepax (Guido Crepax's daughter), Thomas Campi, Rocco Lombardi, Sergio Ponchione 

Jordânia 
 Mike V. Derderian

Croácia 
Danijel Zezelj

Dinamarca 
Rune Ryberg 

Polonia 
Bartosz Jekiel, Joanna Joka Karpowicz, Magdalena Minko, Chris Chalik

Suica 
Alex Baladi

França 
Walter Minus, Baudoin, Stanislas, Apollonia Saint Clair

Brazil 
Alex Korolkovas, Brao, Doug Lobo

Argentina 
Alejandra Sanguinetti, Carlos Nine, Santiago Caruso, Patricia Breccia, Quique Alcatena, Carlos Dearmas, Mr ED, Bou Santiago

Espanha 
Javier OlivaresMiguel Almagro, Fidel Martiñez Nadal, José Luis ÁgredaFelipe H. Navarro, Ruben Pellejero, Ivila Caballero, Sandra Hernandez, Kosta, Pedro Espinosa, Gustavo Rico, Chema Garcia, Sonia PulidoSantiago Sequeiros, Pedro Rodriguez, Daniel Esteve, Eduardo Alvarado Sanchez Garcia, Javier Gay Llorente, Fernando Vicente, Juan Diaz Canales

U.S.A
Tim Sale, Arnold Pander, George PrattRoberta Gregory, Peter Kuper, Olivia de Berardinis, Jeffrey Alan Love, Michael Gaydos, Bill Sienkiewicz, Gilbert Hernandez, Michael Avon OemingBrian Biggs, Richard Sala, Kelley JonesSam Henderson, Ben MarraJude Harzer, Bill KoebDavid Lasky

Portugal 
Ana Biscaia, Paulo PintoSérgio Rocha e Derradé

UK
Simon Davis, Rian HughesSteve Yeowell, Brian BollandJames Harvey, Hunt Emerson, Dave Mckean


.

Poster com design do artista argentino Mr ED para a exposição dedicada a Alberto Breccia com trabalhos de artistas internacionais Porto - Maio de 2017

Argentina
Mister ED
Gonzalo Ruggieri
Patricia Breccia
German Genga 
Fer Calvi
Catriel Tallarico
Pato Delpeche
Dario Mekler
Mukor Bazan
Delius 
Rodrigo Roda

Austria
Nicolas Mahler

Brazil
Rodrigo Rosa
Carlos Ferreira
Eder

Croatia
Danijel Zezelj

France
Beuh

Poland
Bartosz Jekiel
Nikodem Cabala

Portugal
João Sequeira
Paulo Pinto
Júlia Barata
Derradé
Osvaldo Medina

Italy
Stefano Zattera
Sérgio Ponchionne

Jordan
Mike V Derderian

Spain
Javier Olivares
Ruben Pellejero
Joaquin Aldeguer
José Luís Ágreda
Jon Ander Azaola
Pau Masip
Javier Gay Llorente
Toni Benages Gallard
Victor Puchalski
Daniel Esteve 

Sweden
Emil Gunnar Maxén
Nicolas Krizan

Switzerland
Alex Baladi

Serbia
Danilo Milosev

Uruguay
Mattias Bergara

U.S.A
Bill Koeb

Poster para a exposição dedicada a Crepax curada por mim com trabalhos de artistas internacionais em Seattle na Fantagraphics boostore & Gallery - Abril de 2016

Lista de artistas internacionais nesta exposição curada por mim

 
 USA 
David Lasky, Mark Wheatley, Benjamin Marra Mark WheatleyGeorge PrattPeter Kuper e Roberta Gregory,
Argentina 
Mister Ed e Santiago Caruso
Espanha 
Pedro Espinosa, Sandra Hernandez e Javier Olivares.

Tributo do artista britanico David Lloyd a Valentina - Agosto de 2014 



Edição portuguesa da obra Miracleman de Alan Moore com o meu trabalho na mesma distribuído em todo o território nacional assim como para a edição Finlandesa e Polaca  - 1 - Setembro de 2016 

Edição nacional da obra Miracleman de Alan Moore com o meu trabalho na mesma distribuído em todo o território nacional assim como para a edição Finlandesa e Polaca - 2 - Setembro de 2016 

Exposição tributos a Valentina por artistas internacionais curada por mim - Nova Iorque - Scott Éder's galler  - Maio de 2016

Lista de artistas internacionais nesta exposição curada por mim

Videos by Brazilian Artist Alex Korolkovas, music by portuguese musician Sergio Rocha


Santiago Caruso (Argentina)

Mr. ED (Argentina)
Pedro Espinosa (Spain)
Roberta Gregory (USA)
Jude Harzer (USA)
Sandra Hernandez (Spain)
Benjamin Marra (USA)
Javier Olivares (Spain)
George Pratt (USA)
Danielle Otraki (USA)


Entrevista aos filhos de Crepax para a edição nacional da Levoir com o meu trabalho na mesma publicada na secção ipsilom no jornal português público com distribuição em todo o país  - Agosto de 2016 



Entrevista ao artista Danijel Zezelj para a edição nacional de Luna Park - Levoir com o meu trabalho na mesma publicada na secção ipsilom no jornal português público com distribuição em todo o país - Agosto de 2016 


 Sei que tenho ideias como personagem ou como um mero ser individual pensante, logo esta exposição teria que ter elementos que ligassem personagens á personagem que continuo a criar nesta coisa chamada vida, tais como John Constantine criado pelo escritor britânico Alan Moore, o personagem Johnny que foi interpretado pelo fabuloso actor David Thewlis no filme da minha vida "Naked" de Mike Leigh, o esquema narrativo de outro dos filmes da minha vida "8 e meio" do realizador italiano Federico Fellini, onde as memórias do personagem principal interpretado pelo actor italiano Marcelo Mastroianni vão contando uma história perdida num qualquer limbo do tempo, no livro infantil "Onde está o Wally?" do escritor Martin Handford (pois por vezes perguntavam-me se eu estava no local X ou Y e parecia que eu estava em todo o lado) 


Perdido na Rotunda da Boavista - Porto

Perdido na Estação de São Bento - Porto

Perdido no fabuloso café Miss Pavlova 

Perdido no metro do Porto - 01

Perdido no metro do Porto - 02


No café Miss Pavlova em modo personagem 

No café Miss Pavolova com a minha sobrinha mais nova Letícia 

Na rua de Santa Catarina no Porto com a minha sobrinha mais nova Letícia

À procura da melhor versão de mim mesmo.

Com a minha sobrinha mais nova Letícia na Trindade

A preparar a exposição sobre Identidade na Boavista - 01

A preparar a exposição sobre Identidade na Boavista - 02


ou ainda o personagem/ser humano/treinador de futebol José Mourinho (conhecido pela tenacidade das suas ideias, mesmo quando as equipas que treina parecem estar á deriva e que lutou contra a melhor equipa de futebol jamais criada, o Barcelona do treinador catalão Pep Guardiola

Posters para esta exposição com design do artista espanhol Daniel Esteve e algumas páginas do personagem John Constantine criado pelo escritor britânico Alan Moore 


Poster hungáro do filme 8 e meio de Federico Felini


Mourinho visto pelos olhos do artista espanhol Santiago Sequeiros


Mourinho visto pelos olhos do artista espanhol Daniel Esteve


  A ideia para esta exposição começou com vida/energia/memórias e recordações da minha gatinha Ilvie em Dezembro de 2016 com a ajuda de artistas internacionais com a quebra de uma relação enquanto eu continuava a fazer o meu trabalho como editor/escritor/curador de exposições/organizador de colecções como a que organizei a nível mundial para o mestre italiano Guido Crepax e para a sua personagem mais emblemática Valentina com exposições curadas em Beja, Porto, Helsínquia, Nova Iorque ou Seattle ou para o mestre uruguaio Alberto Breccia (também com uma exposição com tributos prestados a Breccia e aos personagens das suas obras também no Porto neste mesmo café com a ajuda variadíssimos artistas internacionais nas áreas de ilustração, banda desenhada, fotografia ou cinema) para a editora acima mencionada de seu nome Fantagraphics.

Poster para a exposição de gatos com design do artista Argentino Mr Ed - Dezembro de 2016
Exposição sobre gatos como animais de estimação em Dezembro de 2016 com a ajuda dos seguintes artistas, devidamente organizados por países e que teve como mote as saudades que tinha (e tenho) da minha gatinha Ilvie que me privaram da sua presença física.

 Argentina 
 Alejandra Sanguinetti, Colorada Majox, Fernando Beltran, Rodrigo Luján, Patricia Breccia, Mister ED, Santiago Caruso, Quique Alcatena, Fer Calvi
 Brazil 
 Tainan Rocha, Alex Korolkovas, Eder, Carlos Ferreira
 Croácia 
 Danijel Zezelj
 Coreia do Sul 
 Sid Jung 
 Espanha 
 Joaquin Aldeguer, Miguel Almagro, Pau Masip, Toni Benages Gallardo, José Luis Ágreda, Javier Olivares, Dulce Escribano, Sandra Hernandez , Pedro Espinosa, Pedro Rodriguez, Eduardo Alvarado Sanchez Cortez, Kosta, Daniel Esteve
Finlândia 
Jussi Salolainen
 Grécia 
 Con Chrisoulis 
 Inglaterra 
 James Harvey 
 Estados Unidos da América 
 Bill Koeb, Brian Biggs, George Pratt
 Italia 
 Crepax 
 Polónia 
 Nikodem Cabala, Magdalena Minko
 Portugal 
 Derradé e Paulo Pinto 
 Suécia 

 Nicolas Krizan 

 A partir daqui comecei a notar a falta que a minha gatinha me fazia em todo o meu trabalho, pois ela estava sempre ao meu lado enquanto preparava exposições/colecções ou escrevia prefácios para livros um pouco por todo o mundo com a ajuda dos melhores artistas internacionais (sendo muitos deles, meus ídolos enquanto adolescente ou adulto após ler/visualizar os seus incríveis trabalhos em livros em vários idiomas) e não entendia porque é que não podia exprimir o amor que tinha e tenho por ela, como sempre tive por todos os meus animais de estimação, pois pessoas existem muitas, animais de estimação existem os nossos e que estão sempre do nosso lado numa linguagem/comunicação bastante emocional e feito com a alma.

A minha sobrinha Isaurinha com a Ilvie 

A Ilvie e as árvores de Natal


A Ilvie e as caixas

 Esta exposição foi um enorme sucesso, pois toda a gente gosta de gatos e foi exposta um pouco antes do Natal.
 A vida pessoal/emocional foi dando corpo a uma espécie de manifesto devido ao amor que cada artista tinha pelos seus gatos ou animais de estimação e eu com as minhas memórias da minha gatinha Ilvie a efervescer na minha alma desde aquele momento até ao momento presente.
 Os nomes dos artistas internacionais que ajudaram a que a mesma fosse um sucesso foram estes devidamente organizados por países em ordem alfabética.

 Em Março de 2017, pensei em curar outra exposição também neste fantástico café que versava o tema de identidade também com a ajuda de variadíssimos artistas internacionais também organizados abaixo por ordem alfabética com auto-retratos dos mesmos, numa espécie de constante feedback entre o que é realidade ou ficção na proliferação das palavras "amizade" e "comunicação" em pleno século XXI com o fenómeno de redes sócias como o Facebook, Instagram, Two, Tumblr, Hi5, Whatsapp ou até simples telemóveis, pois parecia-me que toda esta loucura virtual é mais um escapismo das vidas normais que cada ser humano tem do que outra coisa.
 Por vezes, falavam-me de pessoas com muita popularidade nas mesmas e somente pensava para mim mesmo que este é um conceito demasiado efêmero para ser levado a sério, pois toda a gente pode ser quem quiser numa qualquer vida virtual e contar estorias da sua vida real passando-as para a vida virtual, o que no meu entender se assemelha a uma qualquer telenovela mexicana que simplesmente não aprecio.

Poster para a primeira exposição sobre identidade com design do artista argentino Mr ED 
Exposição sobre identidade e quem somos enquanto seres humanos em Fevereiro de 2017 com a ajuda dos seguintes artistas com os seus próprios auto retratos, devidamente organizados por países e que teve como mote a minha não compreensão sobre o fenómeno das redes sociais e de como comunica o ser humano nas mesmas.

 Argentina 
 Mister ED, Fer Calvi, Quique Alcatena, Carlos Dearmas, Rodrigo Luján, Fernando Beltran, Patricia Breccia, Catriel Tallarico, Pato Delpeche, Colorada Majox
 Brazil 
 Carlos Ferreira, Eder e Gelson Mallorca 
 Croácia
 Danijel Zezelj 
 Espanha 
 Fidel Martiñez Nadal, Ruben Pellejero, Dulce Escribano, Pedro Espinosa, Santiago Sequeiros, Jon Ander Azaola, Miguel Almagro, Gustavo Rico, Joaquin Aldeguer, Toni Benages Gallard, Eduardo Alvarado Sanchez Cortez, Victor Puchalsvki, Maria M. Colucelli, Javier Gay Llorente.
 Estados Unidos da América 
 Bill Koeb, Brian Biggs, Brian Quinn
 Italia 
 Stefano Zattera
 Polónia 
 Nikodem Cabala, Magdalena Minko, Ewa Perleweska  e Bartosz Jekiel
 Portugal 
 Paulo Pinto, Ana Biscaia e Derradé
 Suécia 

 Lars Erik Sjunesson e Nicolas Krizan 

 Logo encarei esta exposição como algo sério difundido a nível mundial que fizesse com que inúmeras pessoas colocassem a si mesmos interrogações como estas: 
" - Quem são estes artistas?"
" - Que fazem os seus rostos neste café?"
" - Estamos a observá-los ou são eles que nos observam?"
 Por vezes, ficava confuso sobre o feedback que ia obtendo por pessoas normais que gostam de tomar um simples café e admirar arte em estado puro, pois não concebo a ideia de arte somente para algumas pessoas expostas em galerias, pois penso que algo chamado arte que é e sempre foi uma interpretação de artistas da história da humanidade deve chegar a cada um de nós.
 Enquanto preparava todas estas exposições e o meu trabalho em colecções de livros, interagia e interajo com vários artistas e amigos de todo o mundo com músicas, filmes, jogos de futebol e imagens sempre numa base de comunicação directa com simples palavras em redes sociais como o facebook ou instagram com uma simples tentativa de fazer com que essa comunicação tivesse um pouco deles para mim e de mim para eles em memórias ou recordações.
 Nesta mesma exposição, não penso, não fico emocional, não fico estático (pois adoro movimento), tento comunicar como personagem para vários artistas, tentando-lhes explicar com honestidade e simplicidade o que é a magnífica cidade do Porto e os seus símbolos vivos, assim como o boémia caffe ou o porquê de ir continuando a tentar revitalizar, organizar, curar ou escrever narrativas sobre artistas incríveis do passado ou de coisas simples como gatos ou identidade com a ajuda de artistas fascinantes do século XXI que penso que gostam das minhas ideias.
 Sou um mero personagem que fuma.
 Sou um mero habitante de uma das cidades mais antigas do mundo de seu nome Porto.
 Sou um mero Zé Ninguém.
 Sou uma pessoa emocional/racional que gosta de todo o tipo de artes performativas.
 Logo, irei tentar com esta exposição com que um conceito seja explorado e colocado á disposição para quem nele queira entrar como um simples convidado nesta coisa chamada vida.
 Até obter o feedback desta exposição, continuarei a deambular pelas minhas memórias/recordações sempre inundado pelos filmes e séries que vi, os livros que li ou organizei ou a música que escutei nesta cidade sem idade á qual chamam invicta, devido ao facto histórico de nunca ter sido invadida por nenhum povo estrangeiro, enquanto tento comunicar com um qualquer ser humano via internet ou através das redes sociais com aquilo que sou de uma forma directa e honesta.





 Obrigado a todos os artistas internacionais pelo vosso apoio em algumas das minhas ideias.
 Um obrigado especial ao artista argentino Mr ED que esteve sempre ao meu lado em todas as minhas ideias, ao artista espanhol Daniel Esteve pelo design dos posters para esta expo, ás memórias que tenho da minha gatinha Ilvie e de todas as pessoas que me proporcionaram excelentes momentos na minha vida até agora é que irão com toda a certeza continuar a proporcionar-me momentos tão bons ou ainda melhores que os do passado (quer a nível pessoal, quer a nível profissional), ao Daniel Castro por acreditar nas minhas ideias, ao fundador da editora Fantagraphics de seu nome Gary Groth e á minha sobrinha mais nova Letícia que com somente 6 anos me dá toda a energia deste mundo.
 Como acredito piamente na comunicação directa ou no trabalho com alma e coração, deixo neste mesmo post um fabuloso vídeo com duas música sensacionais de uma série chamada "Peaky Blinders" e do mestre Tom Waits e que serviram como rascunho/inspiração para a construção desta exposição e com toda a certeza ira me ajudar a construir narrativas criadas num futuro imediato, pois apesar desta série se passar nos anos 50 em Inglaterra, coloca na sua banda sonora musicas e temas dos finais do século XX e XXI num perfeito equilíbrio entre o que foi o passado e o que é o presente sendo o resultado final algo inovador e novo num continuo processo de reciclagem de novas ideias baseadas em velhas ideias.
 Da mui nobre, sempre leal e invicta cidade do Porto
 Manuel Espírito Santo 



               


      



No comments:

Post a Comment